01/11/2016 – Webinar de Legendagem

legendagem

Vamos começar o mês de novembro com o webinar que vocês pediram!!!

No dia 01 de novembro, às 20h, em vez de nos encontrarmos no nosso bate-papo ao vivo no youtube, vamos nos encontrar no Webinar sobre Legendagem!

Neste webinar vou explicar as técnicas de legendagem, padrões básicos utilizados, quais softwares e quais equipamentos utilizar, como funciona o mercado, tarifas praticadas e mais. Também haverá um momento para perguntar ao final da apresentação.

O webinar não será gravado, logo, somente estará disponível no dia e horário marcado.

As vagas são limitadas e você poderá se inscrever a partir do dia 20 de setembro.

Link para inscrição e mais informações: http://bit.ly/WebinarLegendagem

Sorteio: 30 minutos de Consultoria!

Você está começando agora na profissão e ainda está cheio de dúvidas?  Gostaria de ganhar 30 minutos de Consultoria para Tradutor Iniciante?

Como prometido, vou sortear 30 minutos de Consultoria para quem quiser, já que o nosso canal no youtube chegou aos 750 inscritos!!!

Para participar é muito simples: basta assistir o vídeo abaixo e seguir as regras!

O sorteio será no dia 06 de setembro, às 20h, no nosso bate-papo ao vivo!!!

Aguardo vocês!!!

20/08/2016 – Webinar sobre Audiodescrição

audiodescrição - tradutor iniciante

Você sabe o que é audiodescrição? Sabe como trabalhar nessa área? Tem dúvidas e gostaria de aprender mais sobre o assunto?

No dia 20 de agosto, às 11h, a ACME vai oferecer um webinar sobre audiodescrição com a Mariana Keller e a Virgínia Menezes de Souza.

Se você gosta de trabalhar com TAV e quer ampliar ainda mais o seu leque, participe desse webinar. Aproveite que o evento é gratuito e se inscreva antes que acabem as vagas.

Eu já fiz a minha inscrição, e você?

Novidade!!!

novidade - tradutor iniciante

No último bate-papo ao vivo conversei com vocês sobre alguns assuntos nossos que estavam pendentes, e expliquei porque não fiz o bate-papo sobre o tema que vocês pediram: legendagem é um tema bem amplo, e para que o bate-papo não ficasse muito longo, fiquei um mês pensando em fazer um webinar sobre o assunto, já que tenho visto muita gente interessada nessa área.

Eu já estou preparando esse webinar desde o mês passado, mas quero fazer algo bem completo. É claro que não será um curso de legendagem, mas vou passar algumas informações mais detalhadas, e quem sabe aumente ainda mais o interesse de quem quer trabalhar com TAV (tradução audiovisual).

O webinar será gratuito e aberto para todos!

Gostaria que vocês respondessem a pesquisa abaixo sobre dias e horários para realizar o webinar e que deixem suas dúvidas. Como falei, quero que seja um webinar bem completo.

Se você não participou do bate-papo ao vivo, pode assistir a gravação. Basta clicar no play!

Lembre-se de se inscrever no canal para receber as notificações de vídeos novos e de deixar o seu joinha nesse vídeo!

03/09/2016 – 1º Barcamp de Tradutores e Intérpretes no Rio de Janeiro

1 barcamp rj - tradutor iniciante

Para os tradutores cariocas e interessados em seguir essa carreira que sentem falta de eventos na Cidade Maravilhosa e estavam cobrando um encontro do Tradutor Iniciante, trago uma boa notícia!

O encontro do Tradutor Iniciante deste ano será em São Paulo (porque a maioria dos leitores do blog escolheu assim), mas alguns colegas aqui no RJ tiveram uma ótima ideia de organizar alguns encontros aqui na Cidade.

O primeiro encontro será no dia 3 de setembro, na Tribo Coworking, em Copacabana, às 9h, e está sendo organizado pelos colegas Paulo Noriega, Isadora Veiga, Luciana Frias e Deborah Szczerbacki.

A ideia é integrar os tradutores e intérpretes, discutir as práticas de mercado, desenvolver projetos, ideias e ações coletivas, compartilhar conhecimento e ajudar no networking. A ideia é de que os encontros sejam realizados uma vez por mês. São gratuitos, contando apenas com a contribuição de um lanche levado por cada um.

Quem quiser participar deve confirmar presença no evento.

Para mais informações, entre em contato com os organizadores pelos links abaixo:
Grupo: https://www.facebook.com/groups/tiacoesnorj/
Evento: https://www.facebook.com/events/364919183632262/
E-mail: acoesrj@gmail.com

Entrevista com o diretor da Abrates

Ano passado fiz um post explicando um pouco sobre o que é a Abrates e porque devemos nos associar. Mas muito melhor do que a minha explicação é a explicação do diretor da Associação. Por isso entrei em contato com o William Cassemiro e o convidei para uma entrevista. Para ver, é só clicar no play!

Este vídeo também está disponível no canal, então, se você gostou, clica aqui e deixa o seu joinha. E se você ainda não está inscrito, se inscreva no canal!!! Vai ter sorteio quando chegarmos aos 750 inscritos!!!

Consultoria, Mentoria ou Coaching?

Muitos tradutores iniciantes entram em contato comigo por causa da consultoria que ofereço, mas ao mesmo tempo percebo que outros se sentem perdidos por ter tantas ofertas para iniciantes: é possível escolher entre consultoria, mentoria e coaching. Mas qual é a diferença entre os três? Qual devo escolher?

Primeiramente já adianto que não existe certo ou errado. Você deve escolher de acordo com o seu interesse. Vou explicada como funciona cada um.

Consultoria

O serviço de consultoria levanta as suas necessidades, identifica soluções e recomenda ações.

Fazendo uma comparação bem simples, um consultor é como um médico: quem quer prevenir doenças e garantir uma vida saudável procura um médico. Quem fica doente, vai ao médico sem pensar duas vezes. A mesma coisa acontece com o consultor.

Quando uma pessoa apresenta dúvidas ou dificuldades na carreira, por exemplo, pode procurar  um consultor para orientá-la a seguir o melhor caminho, dando dicas e orientações.

Você pode marcar 1, 2, 5, 10, ou quantas sessões achar necessário.

consultor

Mentoria ou Mentoring

A mentoria tem como foco ajudar o outro a encontrar um caminho mais promissor, tendo como o alvo o progresso e o crescimento pessoal e profissional do mentorado.

A relação entre o mentor e o mentorado é mais informal e mais próxima. O mentorado receberá conselhos para chegar a um patamar mais elevado em sua carreira de maneira mais rápida.

Geralmente é feito um acompanhamento mais longo que o da consultoria.

Yoda

Coaching

O coaching é um processo de investigação que promove o autodesenvolvimento do profissional e lhe dá condições para validar seus objetivos e identificar fatores que o distanciam de alcançá-los.

Diferente da consultoria e da mentoria, o coaching não dá respostas ou caminhos, mas direciona o profissional, segundo os seus objetivos, para que ele mesmo encontre as melhores respostas para o objetivo que busca.

No coaching também é oferecido um acompanhamento e o coach combina com o coachee quantas sessões serão realizadas e qual será a periodicidade.

coach

Agora que você já sabe a diferença, fica mais fácil decidir qual método pode ajudar a desenvolver ainda mais a sua carreira.

Os tradutores que têm menos de 2 anos de experiência na profissão e são membros da ABRATES têm o benefício do Programa de Mentoria. E quem não é associado mas ainda tem algumas dúvidas sobre a profissão, pode contar com a Consultoria para Tradutor Iniciante. Os leitores do blog que apoiam o Tradutor Iniciante podem ter direito a consultoria também! Para saber mais basta clicar aqui!

Tradução ou Interpretação?

Gente, eu jurava que já tinha feito um post aqui no blog falando sobre a diferença entre a tradução e a interpretação, mas quando fui procurar, onde estava? Então parei tudo e comecei a escrever.

Acredito que muitos dos leitores saibam qual é a diferença entre as profissões, mas sempre existe alguém que não sabe, e é justamente por isso que achei importante falar um pouco sobre o assunto.

O tradutor também pode ser intérprete, tanto que às vezes encontramos alguns profissionais que se denominam tradutor-intérprete, já que atuam nas duas áreas. Eu ainda não sou intérprete, mas um dia pretendo ser.

Ah! Detalhe: O intérprete não é o cara que canta ou atua. O intérprete, assim como o tradutor, transmite uma mensagem de um idioma para o outro, mas a modalidade é diferente: o primeiro o faz oralmente, e o segundo, de maneira escrita.

tradução ou interpretação - tradutor iniciante

Na tradução o profissional tem que saber tanto a língua estrangeira como a sua língua materna, tem que dominar muito bem a escrita e saber onde e como pesquisar certos termos e expressões.

Na interpretação o profissional também precisa saber muito bem os dois idiomas com os quais vai trabalhar, mas também precisa ter um domínio da comunicação oral muito grande. É preciso saber cuidar da voz, da respiração. O intérprete precisa pesquisar antes do evento para se preparar, e se possível deve montar um glossário.

O tempo que o tradutor tem para pensar e encontrar a adaptação perfeita, o intérprete não tem. Este deve saber trabalhar sob pressão e ter soluções rápidas.

Já vi algumas pessoas pensando que basta ser tradutor e automaticamente será intérprete (e vice-versa), e eu também já cheguei a pensar assim. Inclusive, não entendi muito bem quando, no primeiro dia de aula da pós-graduação em tradução, um dos professores comentou que aconselhava os alunos a primeiro fazer o curso de tradução e depois o de interpretação.

As profissões são muito parecidas, mas são muito diferentes. Para ser um bom profissional é preciso estudar e praticar muito! Eu senti isso quando me atrevi a pegar o primeiro trabalho de interpretação.

Não basta saber outro idioma! É preciso ter algumas técnicas para conseguir ter sucesso nessa profissão. Mas esse é um tema para outro post… 😉

 

Quem quiser saber mais sobre a profissão, é só se inscrever no canal do youtube, porque em breve vai ter vídeo falando sobre o assunto!!! =)

Como conseguir o 1º primeiro trabalho

O post dessa semana saiu “atrasado” aqui no blog, mas foi intencional, porque eu queria vincular a parte escrita com o vídeo, e como os vídeos são publicados no canal às quartas-feiras (e só os apoiadores do Tradutor Iniciante têm acesso ao vídeo antes), o post do blog acabou saindo mais tarde.

Mas enfim, vamos direto ao assunto, já que muitos iniciantes têm essa dúvida: Como conseguir o primeiro trabalho para colocar no meu currículo?

Não só na tradução, mas em muitas outras profissões, as pessoas só conseguem uma oportunidade depois de apresentar alguma experiência. Devido à isso, alguns tradutores iniciantes optam por fazer trabalho voluntário para ter algo para incluir no currículo.

Em um nos vídeos do canal, um leitor pediu para fazer um vídeo dando dicas de organizações que buscam tradutores voluntários. Atendendo ao pedido, fiz o vídeo, dei a minha opinião sobre o assunto e também deixei uma dica para quem quer a primeira oportunidade, ou para quem quer praticar.

Para assistir, basta clicar no play.

Se você gostou, passa no youtube e deixa o seu joinha no vídeo. E se você ainda não está inscrito no canal, aproveita e se inscreve para ficar por dentro das dicas e novidades!

Curiosidade e humildade para ir mais longe

não sei - tradutor inicianteQual é a primeira coisa que você faz quando quer descobrir, entender ou aprender alguma coisa? Se você começa a procurar a resposta sozinho em vez de perguntar para alguém, parabéns, você está no caminho certo para ser um bom tradutor.

Há pouco tempo apresentei um webinar sobre A Profissionalização do Tradutor, e aproveitei para falar um pouco sobre essa questão da pesquisa.

Tenho visto muitas pessoas que são 8 ou 80: há aquelas que não param para pensar e pesquisar, que querem a informação pronta, e há as que pesquisam bastante, aprendem com os outros e se acham autodidata.

Quiz fazer esse post para esclarecer alguns pontos importantes sobre essa questão da pesquisa.

1º – O tradutor tem que ser curioso e desconfiado. Tem que saber pesquisar nos lugares certos para encontrar informações confiáveis.

2º – É claro que você deve buscar aprender com a experiência dos colegas, procurar tutoriais e o máximo que puder na internet para aprender, mas isso não significa que você seja autodidata! O autodidata é o cara que aprende sozinho. Se você aprendeu alguma coisa porque alguém te ensinou, porque viu um tutorial no youtube ou qualquer coisa do tipo, você NÃO é autodidata!!!

3º – O burro erra e não aprende. O inteligente erra e aprende. O sábio aprende com o erro dos outros. O ideal é que aprendamos com os nossos erros e também com o erro dos colegas. Por que ficar batendo cabeça e perdendo tempo se tem alguém disposto a te ajudar e mostrar o caminho mais rápido? Como já disse antes, também não vai abusar. Por exemplo: se eu chego para você e digo que no blog Tradutor Iniciante tem um post que ensina você a calcular a sua tarifa por palavra, vai lá no tal blog e procura o post, seja olhando post por post, usando nuvem de tags, digitando uma palavra-chave na busca do blog… Isso é ser curioso e pesquisador! Um colega passa uma informação e você corre atrás dela em vez de pedir o link certinho. É claro que se você fuxicar o blog todo e não encontrar, não custa nada ir lá e perguntar se o colega tem o link do tal post pois você já procurou e não encontrou.

Uma coisa muito importante que quem quer ser um bom profissional deve saber é: em algum momento da sua carreira você vai precisar investir. Quando falo sobre investimento, não envolvo apenas dinheiro, mas também o tempo.

Investir dinheiro é fácil. Você investe e depois de um período ele volta para você. Investir tempo é complicado, pois o tempo não volta! Saiba usá-lo da melhor maneira possível!

Quer ser um bom tradutor? Invista o seu tempo em pesquisa e estudo antes de qualquer coisa, mas saiba a hora certa de pedir ajuda. Seja curioso o suficiente para procurar a informação por sua conta, e humilde o suficiente para reconhecer que precisa do seu colega.