Divulgue o seu trabalho!

Quando fazemos uma pesquisa na internet sobre como divulgar nosso trabalho (quando somos autônomos), encontramos várias dicas para criar um portfólio e demonstrar o que já fizemos. Mas tome cuidado, tradutor!!! Muitos dos trabalhos que fazemos são confidenciais e não podemos mostrá-lo.
Então, como fazer para “aparecer” e divulgar o trabalho?
Além de todas as dicas já dadas nos posts “Como começar minha carreira como tradutor?“, “5 dicas de como se organizar para conseguir clientes” e “Como começar a conseguir trabalho?” vou dar mais uma dica: Crie uma página na web
Você que já está trabalhando ou quer trabalhar como autônomo, precisa estar sempre em busca de novos clientes (afinal, sem cliente = sem trabalho = sem dinheiro). Quanto mais informações sobre você e sobre a forma como faz seu trabalho o cliente conseguir, melhor.
Quando criar a sua página, apresente sua marca pessoal! Se possível, resuma, em apenas uma página, toda a informação sobre o seu trabalho. Caso um cliente queira mais informações, ele terá uma ideia de como você trabalha, saberá em quais empresas já trabalhou (para ter mais referências), etc. Caso queira colocar algum perfil de redes sociais, utilize somente os que forem de uso profissional. Evite colocar Facebook ou Instagram, se você as utiliza para postar informações pessoais (como fotos sua na praia, na frente do espelho ou meia dúzia de abobrinha que você falou pra “zuar” um amigo). Dê preferência, neste caso, pela LinkedInEmpreendemia, Twitter, ou a que você mais utiliza profissionalmente.
Se não sabe por onde começar, deixo a dica de alguns sites como o flavors.me e o about.me, que são especializados em fazer um currículo online.
Você também pode criar uma página como um blog usando o Blogger, WordPress, Wix, ou qualquer outro de sua preferência para postar informações relevantes sobre você e conteúdos que possam interessar um futuro cliente. (Estou dando dicas de ferramentas gratuitas, mas você também pode comprar o domínio e ter uma página mais profissional, usando o Hostgator, por exemplo.)
Lembre-se que o importante é ter uma marca pessoal, e uma página na qual você possa refletir a sua maneira de trabalhar.
Este post foi inspirado na matéria escrita pelo JugoSocial.

Como começar minha carreira como tradutor?

Colegas Tradutores Iniciantes,
Pelo que tenho visto no meu dia a dia e lido em vários blogs e sites, além de alguns conselhos sobre como começar a carreira de tradutor (comecei a pesquisar sobre isso algum tempo depois de já estar trabalhando como tradutora profissional), destaquei alguns pontos que são importantes:
PESQUISAR – Leiam e pesquisem tudo o que puderem sobre tradução para ter a certeza se é isso que querem fazer. Conheço algumas pessoas que “se aventuraram” na área e acabaram desistindo por acharem que é uma carreia muito solitária. Pesquisem também os jargões utilizados na profissão para que não fiquem perdidos. Uma outra dica é ouvir o TradCast – o primeiro podcast brasileiro de tradução, pois há várias discussões sobre temas da área.
 
ESTUDAR – Pensar que basta ter um pouco de conhecimento sobre algum idioma pode o suficiente para ser tradutor é um erro tremendo! Para ser um tradutor profissional, é importante dominar tanto o idioma materno como o estrangeiro para que haja qualidade no trabalho.
CAT – é importante aprender a usar alguma CAT, pois muitas agências dão preferência ao tradutor que sabe utilizar algumas delas. Para conhecer e verificar como funciona, aconselho que façam o download de uma gratuita, como o Omega T. Dizem que o Wordfast tem uma versão gratuita, mas ainda não consegui encontrar.
CV – Outro detalhe importante é ter um bom currículo, e de preferencia voltado para a área que deseja trabalhar, que neste caso é a tradução. Neste post você pode encontrar um modelo de como criar o seu currículo.
PERFIL – Muitos tradutores começam a carreia como freelancer, e para isso, é preciso aparecer! Crie perfis em alguns sites como LinkeIn, ProZ, Empreendemia, Freela, Translators Café, GetNinjas, Tradutores, TRAG, Translation Directory e outros que não lembro agora, mas prometo que conforme for lembrando, postarei.Para finalizar esse post, quero lembrar a todos que apesar da tradução ser uma profissão não regulamentada, você não deve pensar nessa carreira apenas como um bico. Dedique-se a ela como a qualquer outra profissão. Se você for um bom tradutor, conseguirá bastantes clientes e terá que se organizar para conseguir entregar todos os trabalhos dentro do prazo. Se não levar a profissão a sério, os poucos clientes que conseguir, podem trocá-lo por outro profissional.