Sobre Laila Compan

Tradutora e legendadora profissional. Trabalha principalmente com os idiomas Espanhol Português (Br). Graduada em Pedagogia pela UFRJ e pós-graduada em Tradução de Espanhol pela Universidade Estácio de Sá (antiga Gama Filho). Ama sua profissão e está sempre em busca de novos desafios e aperfeiçoamento.

Minha opinião sobre a Contabilizei

Depois de muito tempo sem postar por aqui (e pelo youtube e pelo facebook), voltei pra deixar meu depoimento/opinião sobre um tema que pode ajudar muita gente. Talvez esse post não ajude tanto os tradutores iniciantes (no final eu explico), mas pode ser que ajude os profissionais que já têm uma boa carteira de clientes e estão querendo/precisando emitir Nota Fiscal no próprio nome. Vou falar sobre o serviço de contabilidade da Contabilizei. Estou com eles há quase 2 anos, então acho que já tá na hora de fazer um post falando sobre a minha opinião, né?!

Por que decidi abrir empresa pela Contabilizei?

Chegou um momento na minha carreira que comecei a ter muitos clientes diretos, a maioria veio por indicação de colegas ou de outros clientes que já tinha solicitado meu serviço. Até então eu emitia as Notas Fiscais pela Liame (Já fiz posts sobre a Liame. Para ver, clique aqui e aqui), mas com o tempo comecei a sentir necessidade de emitir as Notas no meu nome. Como não podemos ser MEI (ainda), comecei a pesquisar e encontrei a Contabilizei. Pesquisei e vi que era uma empresa confiável, então entrei em contato para tirar algumas dúvidas que ainda tinha, mesmo após ler vários artigos no site deles. Deixei meu telefone e eles me ligaram bem rápido para sanar minhas dúvidas.

Outro motivo que me fez optar pela Contabilizei e não por um contador ou escritório de contabilidade aqui no RJ foi a questão financeira. Na Contabilizei eles fazem a abertura de empresa “gratuitamente”: pagamos uma taxa de adesão de R$ 199,00 que fica de crédito para as mensalidades do serviço de contabilidade depois que a empresa está aberta.

Confesso que fiquei com receio de me enrolar na hora de levar os documentos nos órgãos competentes aqui da Cidade, mas com todo o suporte da Contabilizei, não teve erro!

Eu optei por uma empresa LTDA, mas você pode optar por ME ou EIRELI também (no site da Contabilizei eles explicam a diferença). Veja qual delas se encaixa melhor no seu perfil e na sua necessidade.

Como optei pelo Simples Nacional, pago uma mensalidade de R$ 49,00 e sempre que tenho qualquer tipo de dúvida, entro em contato e logo tenho a resposta.

“Problemas” que já tive com a Contabilizei

Escrevi “problemas” entre aspas porque são tão mínimos que não sei se poderiam ser considerados problemas.

Logo no início acho que mudaram o sistema de atendimento e o chat online simplesmente parou de funcionar. Ainda existe o ícone no site, mas não recebemos a resposta na hora. Às vezes levo algumas horas para ter minha dúvida sanada. Mas por que não considero isso um problema? Porque todas as conversas, mesmo que demore um pouco, ficam registradas no e-mail, e caso eu volte a ter aquela dúvida, posso pesquisar nas mensagens trocadas.

Outro suposto “problema” que tive foi uma vez que não enviaram e-mail pedindo para importar as Notas Fiscais e perdi o prazo para realizar o procedimento. Entrei em contato com eles e tudo foi resolvido tranquilamente.

Esses foram os únicos “problemas” que tive que, como já disse, acho que nem dá pra considerar um problema, né?!

Sobre as taxas

  • Como falei, paguei R$ 199,00 como taxa de adesão que depois virou crédito nas primeiras mensalidades.
  • Paguei as taxas do governo para abrir a empresa, que acho que variam de Cidade para Cidade. (Somando todas foi mais de R$ 1000,00, na época)
  • Atualmente pago o GPS, R$ 103,07, que é obrigatório (previdência). Optei por apenas 1 salário mínimo, porque não acredito que exista Previdência até eu me aposentar (será que vou me aposentar???), então contribuo com o mínimo que o governo me obriga.
  • Outra taxa que pago é referente à Nota Fiscal. Para cada Nota emitida tenho que pagar quase 17% do valor no DAS que é emitido todo mês.
  • No início também paguei uma outra taxa de R$ 99,00 de CPOM/CEPOM – Cadastro de Prestadores de Serviço de Outros Municípios para poder emitir NF para outros Estados, já que a maioria dos  meus clientes são de SP e eu sou do RJ.

A Contabilizei envia o boleto para pagamento da mensalidade por e-mail, e o GPS e o DAS ficam disponíveis no site, no sistema de contabilidade que somente os clientes têm acesso.

***

Algumas pessoas acham que eu abri uma agência de tradução, mas na verdade só abrir empresa para ter o CNPJ e emitir as Notas no meu nome e gerar mais credibilidade para os clientes.

Por que acho que não vale a pena um tradutor iniciante abrir empresa?

Porque, geralmente, quem está começando trabalha mais com agência de tradução, e se você pode se associar à Liame e pagar 8% de imposto, por que vai pagar 17% + previdência + contador? É claro que se você quiser, tem todo o direito de abrir empresa logo de cara.

***

Sim, a Contabilizei recebe o selo de EU INDICO do Tradutor Iniciante!

Bom, agora vem a parte boa!!!

Quer receber um crédito de R$ 100,00 pra abrir sua empresa pela Contabilizei? Então clica aqui!

Se você tiver alguma dúvida sobre o que eu acho sobre o serviço da Contabilizei, pode deixar as perguntas nos comentários desse post. Se tiver perguntas sobre a parte burocrática da empresa, entre em contato direto com eles. Não sou expert nessas burocracias, tanto que uma vez entrevistei um contador para ajudar os colegas a entenderem um pouco sobre esse mundo.

Em um próximo post vou contar pra vocês sobre a minha forma de cobrança. Aguardem!!!

*Este não é um publipost, mas bem que poderia ser, né?!

18 e 19/05/2017 – Workshop de Dublagem

Semana passada estava eu por aí, passeando pela Internet quando encontrei esse Workshop de Dublagem. Acho que ainda não comentei por aqui (até porque ando sumida do blog e do canal, né?), mas agora estou trabalhando somente com tradução para dublagem e legendagem, e estou mergulhando em todos os cursos e workshop que aparecem. Só esse ano já participei de um workshop com a Fernanda Crispim (a eterna Vick de RBD – SIM EU AMO RBD!), um curso com a Isis Koschdoski (Graciela de O que a vida me roubou), e agora descobri o workshop que será oferecido pela DubleMix.

Workshop com Fernanda Crispim

Curso com Isis Koschdoski

Geralmente os workshop e cursos de dublagem são focados em dublagem, mas mesmo assim eu faço porque gosto de saber o que acontece dentro do estúdio, como os atores e diretores trabalham, para melhorar cada vez mais o meu trabalho. Isso é uma coisa muito minha, e como não sei se todos são assim, nunca divulguei aqui no blog. MAAAAAAS dessa vez encontrei um workshop com um grande diferencial: além das palestras com os dubladores e diretores, também haverá a presença da fonoaudióloga Luisa Catoira e da tradutora que vos fala escreve, Laila Compan. =D

Esse workshop será ministrado nos dias 18 e 19 de maio de 2017, das 16h às 21h, no Centro do Rio de Janeiro.

Para mais informações e inscrição, basta clicar aqui! Corra, e garanta logo a sua vaga!!!

Você topa ser desafiado???

Quem é vivo sempre aparece!!! E depois de muitos meses sem escrever eu voltei para desafiar você, tradutor iniciante e experiente que segue o blog!

Quem já trabalha com tradução passa muito tempo sentado, sem fazer exercícios. Confesso que isso começou a me incomodar muito ano passado, e em novembro tomei vergonha na cara e me matriculei em uma academia. Fui direitinho no primeiro mês, mas aí dezembro chegou e os clientes queriam tudo pra ontem. Adivinhem! Fiquei o mês de dezembro todo sem fazer exercício (e comi muito no natal e no ano novo). Em janeiro comecei o ano decidida. Até meados de fevereiro estava fazendo exercícios e com uma alimentação perfeita, mas do nada os trabalhos começaram a tomar meu tempo de tal maneira que parei de malhar, de novo.

Por que estou falando tudo isso? Porque acredito que o que aconteceu comigo pode acontecer/acontece com mais pessoas. Mas aí vem a parte legal! Quero voltar à minha rotina saudável e mudar alguns hábitos de trabalho e a Rafa Lombardino lançou um desafio que eu adorei e quero compartilhar com vocês!

mexa-se-tradutoriniciante

O DESAFIO MEXA-SE visa incentivar os tradutores a fazer mais exercício, melhorar a qualidade de vida e diminuir o estresse. Para participar, basta baixar o App Endomondo e marcar as atividades físicas concluídas. Se sua atividade for ao ar livre (caminhadas, corridas, passeio de bicicleta…), basta escolher a modalidade no App e dar o play para registrar a distância usando o GPS do celular. Se estiver na academia, é preciso adicionar o exercício manualmente, tirando uma foto do visor do aparelho usado e incluir a foto no exercício. Para que um colega motive o outro, o ideal é ativar o compartilhamento automático no Facebook para que todos possam ver, se motivar e te incentivar ainda mais.

ATENÇÃO!!!!
Para participar do desafio, clique aqui, faça o login com o facebook e depois baixe o App no seu celular.

Já baixei o App no meu celular! Não garanto que vou compartilhar sempre no Facebook (não gosto dessa rede social), mas no Instagram com certeza vai rolar compartilhamentos!!!

Quem mais vai aceitar esse desafio??? o/

30/11/2016 – Workshop de Tradução para Dublagem com Dilma Machado

workshop-dilma-tradutor-iniciante

Mais um evento (será o último do ano?) para quem quer trabalhar com Tradução Audiovisual! Dessa vez, um workshop que a Dilma Machado vai ministrar no dia 30 de novembro, às 13h30, no Cefet RJ.

As inscrições começaram hoje!!!!

Para saber quais são os outros workshops oferecidos e ter mais informações acesse a fanpage Leani Pro.

Para se inscrever clique aqui!

Encontro vocês lá!!!

Minha opinião sobre o Curso de Tradução para Dublagem da ACME

traducao-para-dublagem-tradutor-iniciante

Sim, eu fiz o curso de tradução para dublagem oferecido pela ACME E-Learning e vou deixar a minha opinião sobre o curso aqui para quem quiser, assim como deixei a minha opinião sobre a pós-graduação da Estácio, o curso de legendagem da Gemini e o curso de tradução para dublagem da Dilma.

Bom, vamos começar pelo começo. O curso de tradução para dublagem da ACME é ministrado pela Patricia Narvaes, durante dois domingos. O curso é 100% online, então não tem desculpa para não fazer.

A Patricia nos mostrou diferentes modelos de scripts que são enviados pelos clientes, assim como os diferentes modelos de tabelas nas quais os clientes solicitam que enviemos as traduções. Ela também nos ensinou a agilizar a tradução “limpando” os scripts para traduzir de maneira mais rápida. Quando vi isso achei que demoraria muito mais e perderia tempo, mas depois que a gente pega prática o rendimento fica muito perceptível!

No curso tivemos muita prática e uma coisa que me chamou a atenção foi que antes do curso começar, recebemos um arquivo e um vídeo para traduzir, mesmo que o aluno não tivesse técnica nenhuma. Além desse exercício pré-curso, tivemos muitos exercícios durante e no final do curso.

Recebemos duas apostilas (uma para cada dia de aula) e os slides usados nas aulas. Isso sem falar no arquivo com o contato dos estúdios de dublagem.

Eu fiz o curso porque queria conhecer uma outra visão de como trabalhar com tradução para dublagem. Aprendi a poupar bastante tempo de trabalho com essa técnica de limpar o script, mas acho que o curso também poderia focar na tradução em si. Como fazer uma tradução/versão brasileira de maneira que não destoe tanto. Como conseguir um sincronismo labial perfeito, ou quase perfeito (sabemos que em alguns casos é impossível). Acredito que essas dicas pode ajudar bastante quem não tem noção nenhuma de tradução e/ou de tradução para dublagem.

Quem tiver interesse em fazer o curso tem que correr! Até o final de 2016 só vai ter mais uma turma que começará no dia 23 de outubro. Clique aqui para fazer a matrícula e garantir a sua vaga.

Para mais informações ou saber sobre novas turmas clique aqui.

01/11/2016 – Webinar de Legendagem

legendagem

Vamos começar o mês de novembro com o webinar que vocês pediram!!!

No dia 01 de novembro, às 20h, em vez de nos encontrarmos no nosso bate-papo ao vivo no youtube, vamos nos encontrar no Webinar sobre Legendagem!

Neste webinar vou explicar as técnicas de legendagem, padrões básicos utilizados, quais softwares e quais equipamentos utilizar, como funciona o mercado, tarifas praticadas e mais. Também haverá um momento para perguntar ao final da apresentação.

O webinar não será gravado, logo, somente estará disponível no dia e horário marcado.

As vagas são limitadas e você poderá se inscrever a partir do dia 20 de setembro.

Link para inscrição e mais informações: http://bit.ly/WebinarLegendagem

Sorteio: 30 minutos de Consultoria!

Você está começando agora na profissão e ainda está cheio de dúvidas?  Gostaria de ganhar 30 minutos de Consultoria para Tradutor Iniciante?

Como prometido, vou sortear 30 minutos de Consultoria para quem quiser, já que o nosso canal no youtube chegou aos 750 inscritos!!!

Para participar é muito simples: basta assistir o vídeo abaixo e seguir as regras!

O sorteio será no dia 06 de setembro, às 20h, no nosso bate-papo ao vivo!!!

Aguardo vocês!!!

20/08/2016 – Webinar sobre Audiodescrição

audiodescrição - tradutor iniciante

Você sabe o que é audiodescrição? Sabe como trabalhar nessa área? Tem dúvidas e gostaria de aprender mais sobre o assunto?

No dia 20 de agosto, às 11h, a ACME vai oferecer um webinar sobre audiodescrição com a Mariana Keller e a Virgínia Menezes de Souza.

Se você gosta de trabalhar com TAV e quer ampliar ainda mais o seu leque, participe desse webinar. Aproveite que o evento é gratuito e se inscreva antes que acabem as vagas.

Eu já fiz a minha inscrição, e você?

Novidade!!!

novidade - tradutor iniciante

No último bate-papo ao vivo conversei com vocês sobre alguns assuntos nossos que estavam pendentes, e expliquei porque não fiz o bate-papo sobre o tema que vocês pediram: legendagem é um tema bem amplo, e para que o bate-papo não ficasse muito longo, fiquei um mês pensando em fazer um webinar sobre o assunto, já que tenho visto muita gente interessada nessa área.

Eu já estou preparando esse webinar desde o mês passado, mas quero fazer algo bem completo. É claro que não será um curso de legendagem, mas vou passar algumas informações mais detalhadas, e quem sabe aumente ainda mais o interesse de quem quer trabalhar com TAV (tradução audiovisual).

O webinar será gratuito e aberto para todos!

Gostaria que vocês respondessem a pesquisa abaixo sobre dias e horários para realizar o webinar e que deixem suas dúvidas. Como falei, quero que seja um webinar bem completo.

Se você não participou do bate-papo ao vivo, pode assistir a gravação. Basta clicar no play!

Lembre-se de se inscrever no canal para receber as notificações de vídeos novos e de deixar o seu joinha nesse vídeo!

03/09/2016 – 1º Barcamp de Tradutores e Intérpretes no Rio de Janeiro

1 barcamp rj - tradutor iniciante

Para os tradutores cariocas e interessados em seguir essa carreira que sentem falta de eventos na Cidade Maravilhosa e estavam cobrando um encontro do Tradutor Iniciante, trago uma boa notícia!

O encontro do Tradutor Iniciante deste ano será em São Paulo (porque a maioria dos leitores do blog escolheu assim), mas alguns colegas aqui no RJ tiveram uma ótima ideia de organizar alguns encontros aqui na Cidade.

O primeiro encontro será no dia 3 de setembro, na Tribo Coworking, em Copacabana, às 9h, e está sendo organizado pelos colegas Paulo Noriega, Isadora Veiga, Luciana Frias e Deborah Szczerbacki.

A ideia é integrar os tradutores e intérpretes, discutir as práticas de mercado, desenvolver projetos, ideias e ações coletivas, compartilhar conhecimento e ajudar no networking. A ideia é de que os encontros sejam realizados uma vez por mês. São gratuitos, contando apenas com a contribuição de um lanche levado por cada um.

Quem quiser participar deve confirmar presença no evento.

Para mais informações, entre em contato com os organizadores pelos links abaixo:
Grupo: https://www.facebook.com/groups/tiacoesnorj/
Evento: https://www.facebook.com/events/364919183632262/
E-mail: acoesrj@gmail.com