Programa de Mentoria da Abrates

É com muito orgulho e com muito prazer que faço esse post sobre o mais novo benefício que a Abrates está oferecendo para os associados: O Programa de Mentoria Caminho das Pedras! =D
Esse programa tem como objetivo orientar profissionais com até 2 anos de experiência, ou estudantes do último ano dos cursos de Tradução, Interpretação ou Letras, sobre
aspectos práticos do mercado. Se você se encaixa nesse perfil, é associado da ABRATES e está em dia com suas obrigações, você pode participar do Programa de Mentoria, que tem duração de 6 meses.
O Mentorado deve esperar uma troca sincera de informações com profissionais experientes, bem-sucedidos e que compartilham a visão da ABRATES de que a entrada de profissionais mais bem preparados no mercado é benéfica para toda a categoria e também para os clientes. A principal função do Mentor é orientar o Mentorado, seguindo os tópicos do Programa Básico, além de discutir as dúvidas quanto à entrada no mercado, atuação ética junto aos pares e clientes, e de ajudar o Mentorado a alcançar suas metas.
No entanto, o Mentorado não deve esperar que o seu Mentor faça a revisão das suas traduções, oriente sobre como ser aprovado na prova de certificação da ABRATES ou de qualquer outra instituição, ofertas de trabalho, indicações para clientes ou agências. Por isso o nome do Programa é Caminho das Pedras.
O Mentor não definirá metas para o
Mentorado. Essa é uma função do Mentorado, cabendo ao Mentor o dever de
colaborar, sem se impor.
O Programa de Mentoria não é um estágio. O Mentor não solicitará trabalhos de tradução ou interpretação ao Mentorado.
O Mentorado deve definir suas metas tendo como base os itens abaixo, sem que isso signifique uma restrição à abordagem de outros aspectos da carreira. O Mentor deve ajudar o Mentorado a desenvolver, além das metas específicas de cada Mentorado, os seguintes pontos:
● Como elaborar um CV profissional e eficiente
● Como investigar a reputação de clientes
● Como avaliar pontos importantes do contrato com agências
● Como definir e negociar valores
● Como dizer “não”
● Como lidar com feedback negativo
● Como desenvolver seu networking
● Como e onde se informar sobre eventos na área
Se você quiser saber mais informações sobre o Programa de Mentoria, basta acessar o site da ABRATES.
Para receber atualizações, curta a Fan Page e fique por dentro.
Se você não sabe quais são alguns dos benefícios de ser um associado, veja o post Abrates: o que é e por que devo me associar?

Como começar minha carreira como tradutor?

Colegas Tradutores Iniciantes,
Pelo que tenho visto no meu dia a dia e lido em vários blogs e sites, além de alguns conselhos sobre como começar a carreira de tradutor (comecei a pesquisar sobre isso algum tempo depois de já estar trabalhando como tradutora profissional), destaquei alguns pontos que são importantes:
PESQUISAR – Leiam e pesquisem tudo o que puderem sobre tradução para ter a certeza se é isso que querem fazer. Conheço algumas pessoas que “se aventuraram” na área e acabaram desistindo por acharem que é uma carreia muito solitária. Pesquisem também os jargões utilizados na profissão para que não fiquem perdidos. Uma outra dica é ouvir o TradCast – o primeiro podcast brasileiro de tradução, pois há várias discussões sobre temas da área.
 
ESTUDAR – Pensar que basta ter um pouco de conhecimento sobre algum idioma pode o suficiente para ser tradutor é um erro tremendo! Para ser um tradutor profissional, é importante dominar tanto o idioma materno como o estrangeiro para que haja qualidade no trabalho.
CAT – é importante aprender a usar alguma CAT, pois muitas agências dão preferência ao tradutor que sabe utilizar algumas delas. Para conhecer e verificar como funciona, aconselho que façam o download de uma gratuita, como o Omega T. Dizem que o Wordfast tem uma versão gratuita, mas ainda não consegui encontrar.
CV – Outro detalhe importante é ter um bom currículo, e de preferencia voltado para a área que deseja trabalhar, que neste caso é a tradução. Neste post você pode encontrar um modelo de como criar o seu currículo.
PERFIL – Muitos tradutores começam a carreia como freelancer, e para isso, é preciso aparecer! Crie perfis em alguns sites como LinkeIn, ProZ, Empreendemia, Freela, Translators Café, GetNinjas, Tradutores, TRAG, Translation Directory e outros que não lembro agora, mas prometo que conforme for lembrando, postarei.Para finalizar esse post, quero lembrar a todos que apesar da tradução ser uma profissão não regulamentada, você não deve pensar nessa carreira apenas como um bico. Dedique-se a ela como a qualquer outra profissão. Se você for um bom tradutor, conseguirá bastantes clientes e terá que se organizar para conseguir entregar todos os trabalhos dentro do prazo. Se não levar a profissão a sério, os poucos clientes que conseguir, podem trocá-lo por outro profissional.