Como conseguir o 1º primeiro trabalho

O post dessa semana saiu “atrasado” aqui no blog, mas foi intencional, porque eu queria vincular a parte escrita com o vídeo, e como os vídeos são publicados no canal às quartas-feiras (e só os apoiadores do Tradutor Iniciante têm acesso ao vídeo antes), o post do blog acabou saindo mais tarde.

Mas enfim, vamos direto ao assunto, já que muitos iniciantes têm essa dúvida: Como conseguir o primeiro trabalho para colocar no meu currículo?

Não só na tradução, mas em muitas outras profissões, as pessoas só conseguem uma oportunidade depois de apresentar alguma experiência. Devido à isso, alguns tradutores iniciantes optam por fazer trabalho voluntário para ter algo para incluir no currículo.

Em um nos vídeos do canal, um leitor pediu para fazer um vídeo dando dicas de organizações que buscam tradutores voluntários. Atendendo ao pedido, fiz o vídeo, dei a minha opinião sobre o assunto e também deixei uma dica para quem quer a primeira oportunidade, ou para quem quer praticar.

Para assistir, basta clicar no play.

Se você gostou, passa no youtube e deixa o seu joinha no vídeo. E se você ainda não está inscrito no canal, aproveita e se inscreve para ficar por dentro das dicas e novidades!

Crise? Qual crise?

Quem já trabalha como tradutor autônomo sabe que todo ano há um período de vacas magras. Geralmente de maio a agosto a demanda diminui um pouco. Lembro que no início isso me assustava muito. Teve um ano que me apavorei tanto que mesmo recebendo trabalho, mas em menor quantidade, fui procurar um emprego no shopping.
Esse ano, com a história da crise, a demanda diminuiu muito. Renovei contrato com algumas agências com as quais já trabalhava, e quando toquei no assunto de reajuste de tarifas, me pediram para “aguentar mais um pouco” com o mesmo preço, porque não poderiam aumentar o quanto cobravam do cliente. Decidi manter o valor por mais um período e o que aconteceu? Não recebi mais nenhum trabalho de nenhuma agência!
O que eu quero dizer para você neste post é que enquanto eu abracei a crise, eu fiquei sem trabalho, ou com trabalhos pingados. Mas como sou movida pelo dinheiro, ou pela falta de dinheiro (rs), decidi dar a volta por cima: já que as agências não estão enviando trabalho, vou enviar currículo para outras agências e começar a buscar novos clientes direto. Assim, decidi tocar a Compan Traduções com toda a minha energia, e formalizar a empresa assim que virar o ano.
Fiz uma pesquisa de orçamento para mandar fazer o site da empresa, mas como estava com pouco dinheiro, não tive o suficiente para pagar um profissional, então eu mesma fui batendo cabeça e fazendo do meu jeito (e com o marido dando umas ajudas nos momentos de folga dele). Consegui criar o site. Não ficou igual ao de um profissional, mas eu gostei!
É incrível o poder que a nossa mente tem! A partir do momento que eu decidi não fazer mais parte da crise, minha vida profissional mudou! Conquistei novos clientes, recebi mais trabalhos, fiquei trabalhando direto, de segunda a segunda…
O grande segredo é não abraçar a crise. Acredite em você e no seu trabalho, e principalmente o faça de maneira profissional e com amor! Mostre o seu diferencial e corra em direção ao seu sonho.
Mas você deve estar se perguntando como eu consegui os clientes. Essa é uma pergunta que eu sempre me fiz, desde quando comecei a trabalhar como tradutora. Não sei se encontrei a resposta certa, mas o que tenho feito (com a ajuda do meu assessor de marketing, Thiago Compan) tem dado certo.
Pensando em cada tradutor, iniciante ou experiente, no dia 03 de novembro, o Tradutor Iniciante vai promover um webinar sobre Como vender o valor do seu trabalho de tradução, apresentado por mim (Laila Compan) e pelo meu marido e assessor de marketing, Thiago Compan.
Para saber mais detalhes sobre o webinar, basta clicar aqui.

“Se você pensa que pode ou se pensa que não pode, de qualquer forma você está certo.”

 Henry Ford

Como começar a conseguir trabalho?

Vejo muitas pessoas que estão cursando Letras ou Tradução (seja graduação ou pós-graduação) e querem entrar no mercado, mas não sabem por onde começar. Não sei a receita correta, mas passarei as dicas pelo que vivenciei desde que comecei minha carreira como tradutora.
1º – Siga as dicas do post “Como começar minha carreira como tradutor?“. Lá você terá dicas de sites para tradutores, grupos de discussão, o que estudar, etc.
2º – Faça seu cadastro em alguns classificados online, assim como nos sites indicados no post linkado no item acima. Isso abrirá portas para conseguir alguns clientes diretos.
3º – Faça uma busca de agências de tradução para enviar seu currículo.
4º – Faça cursos e aumente sua rede de contatos. Muitos trabalhos que recebemos são indicados por outros colegas.
5º – Persista! Continue estudando, pesquisando novos sites, enviando currículos.
Ao começar minha carreira, tive a sorte de conseguir clientes diretos logo de cara, mas nem sempre isso acontece. E conseguir uma vaga para trabalhar in house também não me parece algo tão fácil. Então, o que sugiro é que você, além de se cadastrar em sites e disponibilizar o seu serviço, envie e-mails com seu currículo para agências de tradução para trabalhar como freelancer.
A cada dia você vai adquirir mais experiência para fazer um trabalho cada vez melhor e especificar ainda mais suas buscas por clientes diretos e/ou agências de tradução.