6 dicas para aumentar a concentração no trabalho!

Uma vez recebi um trabalho e não conseguia me concentrar por nada naquilo que tinha que fazer. E vocês sabem como é: não há como fazer uma boa tradução quando lemos algo e não conseguimos prestar atenção ao que acabamos de ler.

Resolvi pedir socorro aos colegas do grupo Tradutor Iniciante e recebi várias dicas. Deixo algumas delas aqui para quem precisar, como eu precisei naquele dia.
Utilize ferramentas offline – Quando traduzimos um texto, podemos usar várias ferramentas que não necessitam estar conectadas à internet. Eu gosto de traduzir meus arquivos usando o Trados ou o MemoQ. Não preciso estar online para usá-los. Outra coisa importante é conseguir um dicionário eletrônico offline. Sei que é complicado ficar offline pois nos comunicamos com os clientes por e-mail, skype ou qualquer outro meio online. O que fazer, então? Se você se distrai com facilidade em Redes Sociais, experimente usar o Cold Turkey. Ele pode te ajudar a bloquear essas redes, caso você não consiga se controlar. O Rescue Time também é muito bom. Ele registra quanto tempo você passou em determinado site ou com este ou aquele programa. Assim você conseguirá ver quais foram as suas prioridades em determinado período de tempo. Ah! Quase esqueci: fique longe do seu smartphone!!! Ele também pode se transformar em uma distração.
Faça algumas pausas – Saia para dar uma volta. Saia da frente do computador por alguns minutos, não muitos para não perder a hora e acabar atrasando a entrega do trabalho. Essas pausas permitem que coloquemos as ideias em ordem para então conseguir de volta a tão necessária concentração para traduzir ou revisar um arquivo.
Utilize uma playlist – Você pode encontrar algumas playlists na internet com músicas que são planejadas para facilitar a concentração enquanto trabalhamos. Você pode encontrá-las no Focus@Will ou no YouTube usando palavras-chave como “músicas para relaxar no trabalho” e a partir daí, escolher seu estilo. 


Estabeleça prazos – Com certeza o prazo para a entrega do trabalho foi o primeiro a ser estabelecido! Mas quando é difícil se concentrar para trabalhar, precisamos estabelecer prazos por menores que sejam. Por exemplo, prazo para finalizar a tradução de X páginas, prazo para finalizar a tradução do arquivo, prazo para revisar o arquivo traduzido, e por aí vai. Você também pode usar um despertador ou um timer para te ajudar a lembrar dos prazos estabelecidos.  Veja esse vídeo! Foi uma das dicas que me deram, e achei muito legal.

Comece bem o seu dia, todos os dias –  Comece o dia alimentando-se bem. Se possível, faça exercícios pela manhã. Estude quais são suas prioridades para aquele dia e procure segui-las.

Cuide-se (este tópico é principalmente para as mulheres)- Quando trabalhamos como tradutor freelancer ficamos em casa durante a maior parte do tempo, pois a nossa casa passa a ser nosso local de trabalho. Mas independente disso, quer trabalhe fora ou não, cuide da sua apresentação! Sua performance depende da forma como se sente. Se você se sente atraente, bem apresentável, profissional, pronto(a) para o que der e vier, provavelmente terá um dia mais produtivo.

Divulgue o seu trabalho!

Quando fazemos uma pesquisa na internet sobre como divulgar nosso trabalho (quando somos autônomos), encontramos várias dicas para criar um portfólio e demonstrar o que já fizemos. Mas tome cuidado, tradutor!!! Muitos dos trabalhos que fazemos são confidenciais e não podemos mostrá-lo.
Então, como fazer para “aparecer” e divulgar o trabalho?
Além de todas as dicas já dadas nos posts “Como começar minha carreira como tradutor?“, “5 dicas de como se organizar para conseguir clientes” e “Como começar a conseguir trabalho?” vou dar mais uma dica: Crie uma página na web
Você que já está trabalhando ou quer trabalhar como autônomo, precisa estar sempre em busca de novos clientes (afinal, sem cliente = sem trabalho = sem dinheiro). Quanto mais informações sobre você e sobre a forma como faz seu trabalho o cliente conseguir, melhor.
Quando criar a sua página, apresente sua marca pessoal! Se possível, resuma, em apenas uma página, toda a informação sobre o seu trabalho. Caso um cliente queira mais informações, ele terá uma ideia de como você trabalha, saberá em quais empresas já trabalhou (para ter mais referências), etc. Caso queira colocar algum perfil de redes sociais, utilize somente os que forem de uso profissional. Evite colocar Facebook ou Instagram, se você as utiliza para postar informações pessoais (como fotos sua na praia, na frente do espelho ou meia dúzia de abobrinha que você falou pra “zuar” um amigo). Dê preferência, neste caso, pela LinkedInEmpreendemia, Twitter, ou a que você mais utiliza profissionalmente.
Se não sabe por onde começar, deixo a dica de alguns sites como o flavors.me e o about.me, que são especializados em fazer um currículo online.
Você também pode criar uma página como um blog usando o Blogger, WordPress, Wix, ou qualquer outro de sua preferência para postar informações relevantes sobre você e conteúdos que possam interessar um futuro cliente. (Estou dando dicas de ferramentas gratuitas, mas você também pode comprar o domínio e ter uma página mais profissional, usando o Hostgator, por exemplo.)
Lembre-se que o importante é ter uma marca pessoal, e uma página na qual você possa refletir a sua maneira de trabalhar.
Este post foi inspirado na matéria escrita pelo JugoSocial.