Minha opinião sobre a Pós-graduação de Tradução da Estácio

Muita gente me pergunta o que achei da pós-graduação de tradução da Estácio, então resolvi fazer esse post com o meu parecer para quem estiver pensando em fazer o curso.
Para quem ainda não sabe, a pós-graduação de tradução que a Universidade Estácio de Sá oferece atualmente é a mesma que era oferecida pela Universidade Gama Filho, com os mesmos professores, mesmo conteúdo… Só mudou mesmo o nome da Universidade (e justamente quando eu estava bem no meio do curso :-/ ).
Decidi fazer essa pós por dois motivos: conhecia várias pessoas que estavam fazendo/já tinham feito a pós de tradução de inglês e sempre falaram muito bem, e porque era o único curso presencial de tradução de espanhol que eu tinha conseguido encontrar aqui no Rio de Janeiro.
Vou dividir este post em prós e contras e deixar que cada um tire suas próprias conclusões.
Prós:
  • as primeiras aulas são bem voltadas para gramática, o que é ótimo para os alunos que não vieram de uma graduação de letras (como eu), pois aprendemos detalhes que não são ensinados em cursos de idiomas.
  • o curso é bem voltado para a prática. Apesar de ter teoria, a prática predomina.
  • a maioria das aulas foram dadas em espanhol.
  • a maioria dos professores se mostrou prestativa para tirar dúvidas não apenas da matéria apresentada em sala de aula, mas também de assuntos relacionados ao dia a dia do nosso trabalho (alguns me ajudam até hoje).
Contras:
  • as primeiras aulas são bem voltadas para gramática, e isso pode parecer um pouco cansativo para os alunos graduados em letras.
  • apesar de termos aulas com os coordenadores do curso, a maioria das questões burocráticas são resolvidas apenas em São Paulo.
  • em algumas aulas juntaram as turmas de tradução de inglês e espanhol (eu, particularmente, não gostei pois a turma ficou muito grande e a aula não teve o mesmo rendimento).
  • algumas aulas voltadas para o ensino de como usar alguns software não foram muito proveitosas para os alunos que não tinham noção de como usá-los.
É claro que todos os comentários são voltados para o curso de Tradução de Espanhol. Não posso opinar sobre o curso de Tradução de Inglês pois alguns professores são diferentes. Ah! Outro detalhe é que fiz o curso presencial no Rio de Janeiro.
Como eu já trabalhava profissionalmente como tradutora na época que fiz a pós, percebi que em muitas matérias o que foi ensinado era muito básico com relação ao que eu já sabia pela vivência e prática que adquiri com o dia a dia.
A meu ver, o curso pode ser muito mais proveitoso para quem ainda não tem prática ou vivência como tradutor.
Quem quiser mais informações sobre os cursos de pós-graduação em tradução oferecidos pela Estácio, pode acessar o site da Cult Estácio.
Agora quero fazer a Pós-graduação de Interpretação de Conferências. Assim que abrir turma de espanhol vocês podem ter certeza que estarei lá e depois conto o que achei do curso. 😉
*Este post não é patrocinado.