Minha opinião sobre a Pós-graduação de Tradução da Estácio

Muita gente me pergunta o que achei da pós-graduação de tradução da Estácio, então resolvi fazer esse post com o meu parecer para quem estiver pensando em fazer o curso.
Para quem ainda não sabe, a pós-graduação de tradução que a Universidade Estácio de Sá oferece atualmente é a mesma que era oferecida pela Universidade Gama Filho, com os mesmos professores, mesmo conteúdo… Só mudou mesmo o nome da Universidade (e justamente quando eu estava bem no meio do curso :-/ ).
Decidi fazer essa pós por dois motivos: conhecia várias pessoas que estavam fazendo/já tinham feito a pós de tradução de inglês e sempre falaram muito bem, e porque era o único curso presencial de tradução de espanhol que eu tinha conseguido encontrar aqui no Rio de Janeiro.
Vou dividir este post em prós e contras e deixar que cada um tire suas próprias conclusões.
Prós:
  • as primeiras aulas são bem voltadas para gramática, o que é ótimo para os alunos que não vieram de uma graduação de letras (como eu), pois aprendemos detalhes que não são ensinados em cursos de idiomas.
  • o curso é bem voltado para a prática. Apesar de ter teoria, a prática predomina.
  • a maioria das aulas foram dadas em espanhol.
  • a maioria dos professores se mostrou prestativa para tirar dúvidas não apenas da matéria apresentada em sala de aula, mas também de assuntos relacionados ao dia a dia do nosso trabalho (alguns me ajudam até hoje).
Contras:
  • as primeiras aulas são bem voltadas para gramática, e isso pode parecer um pouco cansativo para os alunos graduados em letras.
  • apesar de termos aulas com os coordenadores do curso, a maioria das questões burocráticas são resolvidas apenas em São Paulo.
  • em algumas aulas juntaram as turmas de tradução de inglês e espanhol (eu, particularmente, não gostei pois a turma ficou muito grande e a aula não teve o mesmo rendimento).
  • algumas aulas voltadas para o ensino de como usar alguns software não foram muito proveitosas para os alunos que não tinham noção de como usá-los.
É claro que todos os comentários são voltados para o curso de Tradução de Espanhol. Não posso opinar sobre o curso de Tradução de Inglês pois alguns professores são diferentes. Ah! Outro detalhe é que fiz o curso presencial no Rio de Janeiro.
Como eu já trabalhava profissionalmente como tradutora na época que fiz a pós, percebi que em muitas matérias o que foi ensinado era muito básico com relação ao que eu já sabia pela vivência e prática que adquiri com o dia a dia.
A meu ver, o curso pode ser muito mais proveitoso para quem ainda não tem prática ou vivência como tradutor.
Quem quiser mais informações sobre os cursos de pós-graduação em tradução oferecidos pela Estácio, pode acessar o site da Cult Estácio.
Agora quero fazer a Pós-graduação de Interpretação de Conferências. Assim que abrir turma de espanhol vocês podem ter certeza que estarei lá e depois conto o que achei do curso. 😉
*Este post não é patrocinado.

41 Comentários para: “Minha opinião sobre a Pós-graduação de Tradução da Estácio

  1. Ammy

    Oi,boa tarde! Gostaria de saber como foi a apresentação do Trabalho de Pesquisa que tem ao final do curso. Foi apresentação/seminário? Teve banca com os professores do curso para avaliar? Desde já,agradeço se puder me tirar essas dúvidas. Sucesso!

    Responder
    1. Laila Rezende Compan

      Tivemos que apresentar o TCC, mas não lembro muitos detalhes, pois confesso que no dia estava um pouquinho tensa… rs
      Juntaram as turmas de tradução de inglês e de espanhol, e a ordem de apresentação foi por ordem de chegada (tinha uma lista rodando pela sala para ir colocando os nomes de quem ia apresentar), portanto, se quiser ser umas das primeiras, chegue cedo!!! 😉
      Foram 15 minutos de apresentação, se não me engano.
      Lembro da prof. Meritxell assistindo, mas não lembro de outros professores presentes.
      Éramos avisados quando faltava 5 min para terminar nosso tempo de apresentação, mas também confesso que na minha vez não reparei se me avisaram (o nervosismo e a concentração na apresentação tomaram conta de mim).
      É um momento muito tenso, mas depois que passa é muito bom!!! rs
      Boa sorte!!! 😉

      Responder
  2. Anônimo

    Olá, legal o post e suas observações.Você poderia me dizer quanto tempo é de curso (1 ano ou um ano e meio)? E quanto aos temas do TCC, são livre? Desde já, obrigada

    Verônica

    Responder
    1. Laila Rezende Compan

      Olá!!
      O curso tem duração de 18 meses.
      Na época, o tema do TCC era livre. Agora, acho que mudou. Na palestra ministrada pela prof. Simone Resende, dia 25/09/15, ela comentou algo sobre o TCC. Ainda estou editando o vídeo, mas em breve estará disponível no canal Tradutor Iniciante, no YouTube. 😉

      Responder
  3. Silvana Espeschit Amaral

    Eu tenho visto bastante reclamação da Estácio de Sá, referente ao curso de tradução e agora que me inscrevi para fazer o curso presencial em Belo Horizonte, foi prometido um desconto nas mensalidades se eu pagasse até 14-04-2016, o que fiz protanente. Só que hoje tive o desprazer de receber o aviso de cancelamento do curso. O dinheiro da inscrição foi embora para o bolso de gente que não é séria e presta um desserviço. A Universidade Estácio de Sá não é idônea.

    Responder
    1. Silvana

      Eu fiz minha matrícula aqui em Belo Horizonte, nessa mesma épóca, com promessa de desconto, fiquei contando os dias para iniciar o curso e eles cancelaram o curso também. Eu escrevi uma carta comunicando que se não fosse reembolsada pelo valor da matrícula entraria na justiça. Eles devolveram o valor da inscrição, só que já sei que a Estácio de Sá, definitivamente não é uma instituição séria e confiável. Eles estão tentando se organizar como instituição “aos trancos e barrancos”, criando expectativas enganosas e lesando as pessoas. É preciso divulgar isso para que outros aspirantes a tradutor não sejam lesados.

      Responder
      1. Laila Compan Resposta do autor

        Silvana, isso já aconteceu comigo também, e também me devolveram o dinheiro. No ano seguinte me inscrevi novamente no curso e abriu turma. Não sei porque você acha que isso é ser lesada, já que eles devolveram o dinheiro, mas respeito sua indignação, afinal, é chato se inscrever em um curso e não formar turma.

        Responder
  4. Juliana

    Olá. Sou formada em tradutor e intérprete pela Universidade Metodista de São Paulo. Você saberia me informar se a pós também em tradução seria proveitosa para mim ou eu apenas estaria revendo o que vi na faculdade?

    Responder
  5. Tony

    Olá,

    você poderia indicar umas bibliografia de pelo menos uns 10 livros básicos para tradução em espanhol, a exemplo do famoso “Guia Prático de Tradução Inglesa”, de Agenor Soares dos Santos. Estou começando a fazer uns freelas e quero me aperfeiçoar um pouco mais antes de entrar na pós. Desde já, agradeço!

    Responder
    1. Laila Compan Resposta do autor

      Oi, Tony!
      Que eu me lembre não tenho nenhuma bibliografia específica sobre tradução do espanhol. Leio muito, mas algo mais geral, que me ajude na tradução do espanhol e do inglês.
      Soube que o professor Carlos Nogué vai dar um curso, mas não lembro o site. Talvez você encontre alguma notícia sobre no Google. Ele é o cara! 😉

      Responder
  6. Tony

    Oi Laila,
    deixa eu te importunar com mais uma pergunta rsrs. Como é o ritmo do primeiro semestre? São quantas disciplinas e carga horária delas? São muitas atividades?
    Estou na reta final de mestrado (termina em dezembro) e com muita demanda, mas estava querendo enfrentar esse primeiro semestre do curso da Estácio se ele não for muito puxado. O que você acha? 🙂

    Responder
  7. Hugo

    Boa tarde!
    Foi ótimo ter encontrado seu post hoje!
    Você acredita que a pós graduação em tradução pode me ajudar a me inserir no mercado de trabalho como tradutor? É que eu já sou fluente em Inglês, trabalho há anos como professor do idioma e sou graduado em comunicação social. Empresas que contratem tradutores levam em conta essa formação?
    Estou aqui prestes a me inscrever para essa pós na Estácio, porém sem saber se o curso me ajudaria a entrar nessa área.

    Responder
    1. Laila Compan Resposta do autor

      Hugo, a pós da Estácio tem um peso grande no currículo, e isso vai demonstrar que você realmente quer ser um profissional em tradução, já que está se especializando. Vale a pena!
      Detalhe: para fazer a pós tem que ter o segundo idioma fluente. Isso é pré-requisito, ok? 😉
      Abs e sucesso!!!

      Responder
  8. Marana

    Boa tarde, Laila. Adorei encontrar seu post, faz algum tempo que tenho interesse em cursar uma pós em tradução, sou formada em Letras e quero seguir essa linha. Porém, na minha cidade não há nenhum curso e me interessei em cursar essa pós à distância, só que tenho visto inúmeras reclamações quanto ao recebimento do certificado, descompromisso da Estácio e etc. Tu sabes algo disso? Obrigada, desde já!

    Responder
    1. Laila Compan Resposta do autor

      Oi, Marana!
      Eu nunca ouvi tantas reclamações assim e nunca tive problemas com a Estácio. A Pós de Tradução eu fiz presencial, mas quanto ao diploma, eu tive que solicitar pelo sistema, já que seria emitido em SP, e enviaram tudo direitinho para mim e dentro do prazo informado.
      Eu só indico porque gostei, achei de qualidade e não tive nenhum problema que me deixasse insatisfeita com o curso. Inclusive, ano que vem vou começar outra pós da Estácio, mas dessa vez EAD.

      Responder
  9. Kely

    Olá Laila, Boa tarde!! No site da Estácio diz que a pós é indicado para quem tem Inglês intermediário/avançado. Na sua opinião (Sei que o seu foi espanhol) para quem não tem Ingles Fluente vale a pena fazer o curso? Agradeço a atenção! Bjoo

    Responder
    1. Laila Compan Resposta do autor

      Oi, Kely! No site diz que tem que ter inglês fluente porque as aulas são todas em inglês (aproximadamente os 6 primeiros meses). Quem não tem fluência talvez não consiga acompanhar as aulas, tanto por não entender o que o professor e os colegas falam, como com relação ao conteúdo das aulas, já que a gramática é bem mais aprofundada.
      Bjs,

      Responder
  10. Daiana

    Oi Laila, tudo bem?
    Eu estou pensando em fazer a Pós graduação a distância de Tradução de Espanhol da Estácio.
    Eu sou brasileira, mas morei e estudei alguns anos na Espanha, então meu espanhol é fluente, até porque mantenho contato com muitas pessoas de lá e minha cunhada é colombiana. Fiz secretariado executivo na Espanha, que acaba abordando um pouco de gramática, já que no curso trabalhamos muito com elaboração de documentação formal.
    Queria fazer o curso para aprender as técnicas de tradução e obter um certificado. Sou formada em secretariado executivo, administração de empresas, e no momento estou cursando pós graduação em Gestão de Serviços de Saúde (presencial sexta e sábado quinzenalmente).
    Meu receio é se conseguiria dar conta da pós graduação que já esto cursando presencial e de mais uma pós a distância… Queria saber de você, se o conteúdo é muito puxado, mesmo para quem já domina o idioma, vi que nos comentários você respondeu ao Tony que o curso é tranquilo, mas você conhece alguém que tenha feito o curso à distância, já que no seu caso, foi presencial?
    Ahh… esqueci de mencionar que das 9h as 18h eu trabalho, então só teria livre as noites hehe
    Gostei muito do seu blog e do seu canal do Youtube. Acabei encontrando muitos vídeos sobre o tema, mas você foi a pessoa que me passou mais confiança e propriedade no que diz.

    Se puder me responder, e ajudar a acabar com este dilema, serei muito grata!

    Bjs.

    Responder
    1. Laila Compan Resposta do autor

      Oi, Daiana!
      Conheço várias pessoas que fizeram o curso EAD e gostaram. Eu acredito que online seja ainda mais tranquilo do que o curso presencial, porque as aulas ficam gravadas e você pode assistir quando tiver tempo. No presencial não tem jeito, você tem que estar na sala de aula.

      Bjs,

      Responder
  11. Neide Carneiro de Almeida

    Laila Compan
    n me inscrevi no curso de Espanhol mas não formou turma Me fala uma coisa. A área de atuação para quem tem pos em tradução em espanhol é boa?

    Responder
    1. Laila Compan Resposta do autor

      É boa, Neide. O problema é que a gente depende de outras pessoas com o mesmo objetivo para abrir turma em cursos. Talvez por isso seja boa, porque não tem tanta gente assim… rs

      Responder
  12. Silvia

    Olá Laila
    Estou pensando em me inscrever na pós da estácio, mas estou com um pouco de receio, com medo de não acompanhar as aulas. Fiz um técnico em tradução em inglês, mas o nível é intermediário, será que consigo acompanhar?

    Responder
    1. Laila Compan Resposta do autor

      Não sei te responder, Silvia. Entra em contato com os coordenadores do curso e pede pra fazer uma prova de nivelamento ou algo assim pra ter noção se consegue acompanhar as aulas. 😉

      Responder
  13. Evelin Ribeiro da Silva

    Olá Laila
    adorei ler seus depoimentos. Preciso esclarecer algumas questões, talvez você possa me falar. Sou pedagoga e faz quase quinze anos que atuo como professora de Educação Infantil e Ensino Fundamental “alfabetização” na Prefeitura de SP. Na década de 90 iniciei o curso de tradutor e intérprete na antiga Ibero-Americana hoje grupo Anhanguera, porém não pude concluí-lo devido a vários problemas. Hoje faço Letras Português/Inglês possuo inglês avançado e não pretendo seguir a carreira de professora de Inglês. Meu desejo é seguir na área de tradução e/ou revisão, não sei se há a necessidade de cursar Tradução e Interpretação (graduação) ou apenas a pós-graduação da Estácio seria suficiente, além disso, não sei se é muito difícil conseguir trabalho nessa área. Amo, ler, escrever e estudar a gramática das duas línguas. Às vezes fico receosa em fazer grandes investimentos e depois não conseguir retorno, não sei se há a necessidade de estudar fora do país, fazendo cursos de tradução ou algo parecido. Não penso na tradução como um “bico” até pq requer preparo, dedicação e principalmente tempo, quero realizar um trabalho sério.
    Ufa kkkkkkk quantas perguntas, não é?
    Desde já agradeço sua atenção.
    Evelin

    Obs.: Parabéns pelas dicas!

    Responder
    1. Laila Compan Resposta do autor

      Oi, Evelin.
      Você pode fazer a pós direto. Eu também sou graduada em pedagogia e pós-graduada em tradução de espanhol. Não digo que a pós seja suficiente, mas já vai te dar uma noção e depois você vai se especializar nas áreas do seu interesse. 😉

      Responder
      1. Lana

        obrigada pelos esclarecimentos Laila! realmente seu blog é muito u’til. esperamos continue sendo assim: po’s em traduçao possìvel para portadores de qualquer diploma, com tal que possuamos o nìvel certo do idioma escolhido

        Responder
  14. lana

    ola’ Edinan, esperando a resposta da Layla, posso antecipar que parece servir. eu também estou informa’ndome porque depois do meu curso (letras espanhol) estou interessada numa po’s, mas estou com indecisao entre ensino de espanhol, psicopedagogia clìnica e institucional e por certo traduçao (ps: desculpa, meu teclado é italiano e nao possui as letras e acentuaçao portuguesas). pelo que eu sei é possìvel cursar traduçao sendo portadores de qualquer diploma, nem precisando seja letras. a atividade de tradutor nao possui regras estricta entao se voce^ tem a flue^ncia em inglés nao havera’ dificuldades. se estiver errada e para trabalhar no campo da traduçao é preciso o diploma em letras antes da po’s, favor, alguém fale

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.