Como criar uma rede sólida de contatos

Em vários momentos digo que para a nossa carreira o networking é muito importante. Por isso, há um link voltado somente para a divulgação de eventos no blog. Com os eventos voltados para a tradução, a gente não só aprende, como também conhece novas pessoas e empresas que podem, futuramente, indicar ou precisar do nosso trabalho.
É claro que ao participar de um evento você precisa criar a sua meta, seja ela aprender mais sobre determinado tema ou, fazer networking. Se a sua intenção é aumentar a sua lista de contatos, é preciso pensar o que pretende conseguir, por que quer conseguir e como está planejando fazer isso.
Após fazer o seu planejamento, é preciso lembrar que não basta apenas uma simples troca de cartão com as pessoas que você acabou de conhecer. Você precisa criar vínculos com elas para que essa relação fique cada vez mais forte. Ou seja, um investimento a longo prazo. Lembre-se que a maioria dos nossos trabalhos vêm pela indicação.
Seja proativo quando quiser estabelecer uma relação mais profunda. Anote os pontos mais importantes da conversa no verso do cartão de visita dessa pessoa ou no seu celular. Assim será mais fácil lembrar a elas sobre suas propostas de valor com base naquilo que elas precisam. Para isso, faça perguntas abertas e mostre interesse. Quanto mais você souber sobre elas, maiores e melhores serão as suas possibilidades de êxito.
Depois de conhecer as pessoas e trocar seus contatos com ela, não espere que elas entrem em contato com você. Espere alguns dias e envie um e-mail oferecendo ajuda e suporte. Lembre-se que você está ali para ajudar as pessoas a aumentar o contato delas e de suas empresas com o mundo. Se você mostrar que não quer simplesmente conseguir algo delas, você e elas perceberão que a relação está baseada na confiança mútua.
Se você estiver realmente atento às necessidades dos seus possíveis clientes e/ou parceiros, isso fará com que vejam em você um diferencial, o que será um ponto a seu favor.
Post inspirado na matéria do blog JugoSocial.
Gostou deste post? Curta, compartilhe, de um +1 e deixe seus comentários!

Como gerar um trabalho de qualidade

Antes de começar a escrever este post, quero deixar bem claro que a ideia inicial não foi minha. Recebi essas dicas por e-mail, achei super interessante e gostaria de repassar aos Tradutores Iniciantes. Quem tiver interesse em ver o post original com toda a matéria, basta visitar o blog Ecos da Tradução.

Como ia dizendo, seguem abaixo algumas dicas sobre como gerar um trabalho de qualidade.

1) Evite suposições! Se houver algo errado, ou se surgir alguma dúvida, pergunte! 

2) Atenção aos aspectos culturais! Entre em contato com o gerente de projetos ou seu cliente direto e alerte-o sobre qualquer coisa no documento original que possa parecer ofensiva, inaceitável ou peculiar para o público do idioma de chegada.



3) Lembre-se das convenções! Use pontuação, citação, formatação de números e outras normas de acordo com as regras do idioma de chegada. Mantenha a formatação do documento, como já falamos em outro post, mas principalmente, siga as regras do idioma final.



4) Conversões: consulte seu cliente ou gerente de projeto para saber se é necessário converter moedas, medidas, etc., caso não seja informado antes de começar o trabalho.



5) Jamais faça adivinhações ou invente! Procure na internet por nomes de empresas, publicações, lugares, entre outros para garantir a grafia correta, ou se já existe uma tradução para aquela palavra.



6) Revise e garanta a qualidade! Sempre compare a tradução com o documento original, sentença por sentença, para ter a certeza de que não está faltando nada e que todo o significado está apresentado de maneira apropriada. Caso o documento apresente números ou tabelas, confira com cuidado.



7) Use o corretor ortográfico! Ao terminar um trabalho, certifique-se de configurar o corretor ortográfico no idioma correto. Ajudará a evitar erros simples que às vezes passam sem que percebamos.


8) Respeite o estilo! Quando for revisar seu trabalho final, verifique se o estilo do texto/autor não foi alterado.



9) Encontrei um erro! Caso note algum erro ou discrepância no original, destaque e alerte seu gerente de projetos ou cliente direto para saber se deverá mantê-lo ou corrigi-lo. Lembre-se que em determinados tipos de texto, o erro pode ser proposital.
10) Evite alterar o nome dos arquivos! Muitas agências de tradução solicitam que o nome do arquivo seja mantido como no original, mesmo após a tradução. Caso não informe, pergunte.

Como falei no início do post, essas dicas me pareceram muito úteis. Se você gostou, curta e compartilhe com seus amigos! Os comentários também são sempre bem-vindos!

21/11/2013 – I Encontro de Tradução de Espanhol do Rio de Janeiro

Olá colegas tradutores!
Em novembro deste ano haverá um evento de Tradução de Espanhol no Rio de Janeiro, como marcado no nosso calendário!
Apesar de ser gratuito, é necessário fazer sua inscrição, até o dia 18/11/13 para poder participar.
Abaixo coloco uma foto com o cronograma do Encontro.

Para maiores informações, verifique o site do evento.
Compartilhe essa notícia com seus colegas!!!