Quanto devo cobrar?

Uma das maiores preocupações dos tradutores iniciantes é justamente o quanto devem cobrar por seus trabalhos realizados.
Lembro que quando comecei não tinha a menor noção, e pelo fato de não ter muita experiência, cobrei R$0,03 quando consegui o primeiro cliente.
Também não entendo o que acontece quando um tradutor iniciante pede ajuda aos tradutores já experientes sobre valores que devem cobrar, e as respostas vão surgindo como: “Depende…”, “Isso é algo que pode variar…”, “Use a tabela do Sintra…” e por aí vai. Aparecem as mais diversas respostas que, ao meu ver, não ajudam em nada!
Se você cobra R$0,03, alguns tradutores experientes te criticam pelo fato de ser muito barato e não estar valorizando o seu trabalho, a sua profissão… Ao mesmo tempo, muitos tradutores iniciantes não se sentem a vontade para seguir a tabela do Sintra, pelo fato de não ter experiência. E agora? Tenho o trabalho na mão e não sei o quanto cobrar. O que eu faço?
Calma! 
Pensando nisso, vendo a dificuldade de muitas pessoas e lembrando desses momentos complicados pelos quais já passei, fiz o post “Quanto devo cobrar?” tendo como base alguns conselhos que foram dados a mim por colegas, professores e alguns que consegui em pesquisas na internet.
Caso você trabalhe com interpretação simultânea ou consecutiva, geralmente se cobra de R$1.300,00 a R$1.400,00 por um dia de trabalho, ou seja, 6h de trabalho. Se você não tem experiência, cobre menos, mas não cobre menos de R$1.000,00 por 6h de trabalho (eu nunca trabalhei com interpretação, mas recebi esse conselho de um professor, em uma palestra que fui no Instituto Cervantes).
Se você trabalha com tradução para dublagem ou para legendagem, os valores praticados são aproximadamente R$5,00 a R$6,00 por minuto, com script (dicas da Dilma Machado). Caso você precise timear ou transcrever as falas, além de ter que traduzir, pode cobrar um pouco mais.
O mais tradicional dos trabalhos de tradução são os textos. E daí surge a  maioria das perguntas como: “devo cobrar por lauda?”, “Cobro por palavras?”, “Cobro por hora?”, “Quanto devo cobrar?” e por aí vai.
Algumas agências de tradução trabalham com laudas, mas isso já é considerado ultrapassado, pois a lauda varia. Alguns entendem 1 lauda como 1000 caracteres sem espaço, outros entendem com espaço.  Para não ter problemas com caracteres, espaçamento, fonte e tamanho das letras, muitos tradutores preferem cobrar por palavras, que é algo mais concreto. E aí, a média fica em R$0,10 por palavra (para cliente direto). Já vi agência que paga ao tradutor R$0,04 por palavra, ou até mesmo R$0,01.
Quando a agência de tradução passa o valor do pagamento, cabe a você aceitar ou não. Se for cliente direto, você tem maior liberdade para decidir o valor.
Ah! Detalhe importante: lembre-se sempre de enviar seu trabalho para um revisor antes de entregar ao cliente!

Espero ter ajudado com esse post. Caso ainda tenha alguma dúvida, você pode ler mais sobre o assunto no livro “Tradutor Iniciante: O que você precisa saber para começar sua carreira!” ou através da Consultoria para Tradutor Iniciante.Se você tem um amigo que está começando a carreira como tradutor e se sente perdido quanto aos valores que deve cobrar, compartilhe esse post com ele!

Fiz um post mais atualizado para você aprender a calcular o valor da sua tarifa! Para ver, basta clicar aqui: Quanto devo cobrar 2 e Quanto devo cobrar 3.

38 Comentários para: “Quanto devo cobrar?

  1. Jean-Pierre Barakat

    Muito interessante. Quanto à tradução simultânea, tenho um complemento a fazer, apesar de ter realizado apenas consecutiva. O intérprete (assim é chamado o profissional) com pouca experiência de simultânea pode até receber menos de R$ 1.000,00 , mas não menos que R$ 700-800,00, tendo direito a descanso a cada 2 horas de cabine (isso é regulamentado, pelo que sei, apesar de muitas empresas abusarem de omissão dessa regra).

    Responder
  2. Ana Honrado

    Li num livro muito interessante sobre o trabalho dos trabalhadores freelancer em geral que o preço de um trabalho, e no nosso caso, de uma tradução deve ser definido da seguinte forma:
    Valor que gostaríamos de receber por ano a dividir pelo nosso valor hora, e é assim que sabemos quanto devemos cobrar por hora, e se formos já tradutores com alguma experiência no ramo, sabemos quanto tempo demoramos em cada tradução, assim sendo podemos também definir o nosso preço por tradução. Ora, esta para mim foi sem dúvida a melhor e mais eficaz forma que alguém obteve para saber o valor a cobrar. É bem verdade que a tradução é um trabalho que sofre de situações onde a concorrência é feroz, pois há muita gente a traduzir que não é certificado e que cobra valores muito baixos. Mas como sabemos, o barato cobra-se caro. Ora se um tradutor está disposto a aceitar ou cobrar menos dinheiro por um projeto, ou está a tentar ganhar "fama" e angariar clientes ou então não é certificado e, assim sendo, é normal que o faça. Mas novamente, devemos explicar aos nossos clientes o porquê do valor X de forma a que eles compreendam.
    Obrigado,
    Ana Honrado

    Responder
    1. Laila Rezende Compan

      Exatamente, Ana!
      Esta é uma das formas de calcular o valor da tarifa.
      Algo que me incomoda muito é justamente o fato de qualquer pessoa poder atuar como tradutor e cobrar pouco pelo trabalho realizado. Mas…
      O triste é que muitos que estão começando a carreira não têm a menor noção de quanto devem cobrar e acabam fazendo como eu fiz: cobram 0,03 do cliente. Me arrependo muito disso, mas não tinha a informação necessária na época, e é errando que se aprende.
      Obrigada pelo comentário! Tenho certeza que ajudará muita gente!!!

      Responder
    1. Anônimo

      Eu concordo. Tem tradutores no mundo inteiro que cobram bem mais e acham ruim ser menos que US$0,05, o que hoje em dia equivale mais que R$0,17. Eu cobrava menos que R$0,10, mas agora que estou me informando estou aumentando o preço. Eu tenho um colega que cobra R$0,25, mas provavelmente não vou cobrar tão alto.

      Responder
    2. Laila Rezende Compan

      Realmente, Márcio e Anônimo, os valores do post estão muito baixos, até mesmo porque estão desatualizados. Como podem ver, o post é um pouquinho antigo.
      Atualmente, quando um tradutor iniciante pergunta quanto deve cobrar, o ensino a calcular a tarifa por palavra para que não tenha prejuízo por cobrar valores aleatórios.

      Responder
    1. Laila Rezende Compan

      nahumpereira, eu geralmente cobro (de cliente direto) por palavra do texto original, mas isso pode variar. Dependendo do idioma alvo, o texto pode acabar com mais ou menos palavras, o que pode gerar mais ou menos reais no final do trabalho. Cabe a você decidir como vai querer definir o orçamento. 😉

      Responder
  3. Anônimo

    Olá! ADOREI O ARTIGO. estava precisando ler algo assim para meu trabalho. Mas tenho uma pergunta…será correto cobrar por caracteres sem espaço? acho que é bem justo cobrar por palavras, mas a diferença de preço fica absurdo! parece que sai bem melhor cobrar por caracteres, né? como explicar isso ao cliente?

    Responder
    1. Laila Rezende Compan

      Anônimo, primeiramente desculpa pela demora na resposta! Não recebi notificação por e-mail do seu comentário.
      Vamos lá!
      Eu nunca cobrei por caracteres (com ou sem espaço). Sempre cobro por palavra. Nunca nem pesquisei preços por caracteres.
      O ideal é entrar em acordo com o cliente para que ninguém leve prejuízo. 😉

      Responder
    1. Laila Rezende Compan

      Tem 2 posts ensinando a calcular o preço mínimo por palavra. Os links estão no final deste post. É só você escolher qual é a melhor fórmula para você. No final os valores serão praticamente os mesmos. 😉

      Responder
  4. Anônimo

    Laila, por favor está certo cobrar por lauda jornalística 1400? alguém me falou de uma formula que ele aplica no momento de fazer orçamento…. caracteres sem espaço/ 1400 * o valor da palavra….ESTA CERTO ISSO???

    Responder
    1. Laila Rezende Compan

      Anônimo, não conheço essa fórmula, mas alguns clientes (geralmente agências) utilizam algumas fórmulas para calcular o preço final do nosso serviço. Aí, cabe ao profissional decidir se o preço final valerá a pena ou não.

      Responder
  5. Vinicius

    Laila, muito obrigado pelo seu texto esclarecedor. Sou tradutor iniciante e ainda tenho algumas dúvidas e inseguranças. Por exemplo, devo cobrar por palavra ou por lauda para cliente direto? Alguns acham muito caro que cobremos por palavras, mesmo com facilidade de pagamento parcelado, e, assim, perdemos um cliente. Por outro lado, é compreensível que não tenham, na atual conjuntura, como pagar 800 reais por uma tradução com 8000 palavras, mas a lauda reduziria consideravelmente o lucro final para nós, e negligenciaria todo nosso esforço e tempo dedicados, que adentram nos fins de semana para cumprirmos prazos, sem que recebamos por “hora extra”. Como poderíamos resolver esse impasse?

    Responder
    1. Laila Compan Resposta do autor

      Vinicius, mostre ao cliente o valor do seu trabalho e não apenas o preço que vai ser pago. Eu gosto de trabalhar com tarifa por palavra porque acho a maneira mais fácil de explicar para o cliente como foi calculado o orçamento, mas você pode cobrar o mesmo preço, seja por palavra ou por lauda, em um projeto.

      Responder
  6. Leilson

    Gostei muito dos comentários. Comecei a traduzir desde os 15 anos. Sempre cobrei o que achava necessário, visando o melhor para ambos e valorizando o meu trabalho. Geralmente eu cobro por palavra ,dependendo do tipo de texto a ser traduzido.

    Responder
  7. Mauricio

    Sou escritor e tenho obras que totalizam mais de mil laudas e aproximadamente 300 mil palavras. Fora os esboços. Uns R$60.000,00, considerando R$0,20 por palavra. Quanto me custaria isso, fora os agentes literários, a promoção em editoras. Bem, vamos lá. Considerando o mercado literário, um escritor, que é fonte de renda para muita gente, mas nãopara o criador. Perde-se grande tempo da sua vida pensando, elaborando, roteirizando e finalmente escrevendo um romance. Ou seja, criando. Um trabalho praticamente desvalorizado por tudo e por todos, até uma editora ou tradutores venderem seus conhecimentos. As grandes editoras só olham o seu lado, tomando posse dos direitos autorais para publicarem as obra e recompensando 10% do valor de venda. Se vender. Igualmente os tradutores, que disputam a obra como carniças, querendo valorizar seus valiosos e justos conhecimentos, também em cima daqueles que CRIAM. Entendo que valorizar o trabalho é um dever, mas parem o pensem sobre quem estão disputando. A mente de um escritor não é uma mina de ouro. Ao menos, não para o dono na mina. Penso em traduzir minhas obras, mas repenso ….

    Responder
  8. Isaque

    Em “Lembro que quando comecei não tinha a menor noção, e pelo fato de não ter muita experiência, cobrei R$0,03 quando consegui o primeiro cliente”, parece haver um erro de pontuação. A meu ver, seria: “Lembro que quando comecei não tinha a menor noção, e[,] pelo fato de não ter muita experiência, cobrei R$0,03 quando consegui o primeiro cliente”. No mais, belo artigo.
    Outra: “Caso você trabalhe com interpretação simultânea ou consecutiva, geralmente se cobra de R$1.300,00 a R$1.400,00 por um dia de trabalho, ou seja, 6h de trabalho”. Creio ser “se cobram”, plural.
    Outra: “Já vi agência que paga ao tradutor R$0,04 por palavras, ou até mesmo R$0,01”. Por “palavras”? Não seria por palavra, singular?
    Por fim, “Para ver, basca clicar aqui…” Basca? Sério mesmo, eu li basca? Basta!

    Responder
  9. Angelo Ogawa

    Alguém sabe me informar onde encontro informações sobre preços de tradução de documentos técnicos do português para o japonês????

    Responder
  10. Michel Fabiano

    Boa tarde,
    Eu nunca fiz Faculdade pra isso. Porém tenho Inglês Fluente e já fiz várias traduções e acho que vinha cobrando errado então. Freelancer mesmo eu cobrava muito barato então.( de texto ) ! Um dia de trabalho para montar um site em inglês para um amigo meu quanto eu deveria cobrar? Por favor? Isa se eu levar 1 dia só

    Responder
    1. Isaque

      Ou procure diretamente no site do Sintra, sindicato dos tradutores. Eles têm uma tabela que é usada como padrão por muitos profissionais da área.

      Responder
  11. Luiz Carlos Magalhães

    Estou buscando trabalho como tradutor ou revisor de textos. Gostaria de saber como fazer para encontrar serviço, freelancer ou qualquer outra forma.

    Responder
    1. Isaque correa

      Luiz, faça um cartão, algum material de divulgação, exponha em murais das universidades locais, departamentos de áreas afins (humanas, jurídicas, etc.), crie uma tabela de serviços e valores. Mande ela a amigos por WhatsApp e peça que repassem. Mande por email a amigos e empresas divulgando o seu trabalho. Se nunca traduziu nada antes, em grande quantidade, não comece agora já cobrando. Fique uns meses apenas traduzindo por prazer, conhecimento e prática. Depois sim comece a cobrar. Faça uma boa revisão da tradução antes de entregar.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.